FANDOM


Hipopótamo
Hipopotamo
Reino Animalia
Família Hippopotamidae
Classe Mammalia
Alimentação Herbívoro
Tipo Vertebrado
Filo Chordata
Ordem Artiodactyla

Informações

Hipopótamo (do grego ἱπποπόταμος, composto de ιππος, "cavalo", e πόταμος, "rio") o nome genérico de um mamífero ungulado de grande porte pertencente à família Hippopotamidae. É um artiodátilo mamífero, próprio da África, de pele muito grossa e nua, patas e cauda curtas, cabeça muito grande e truncada num focinho largo e arredondado. A origem do nome “hipopótamo” vem do grego, e significa “cavalo do rio”. Esse nome foi dado a estes animais devido ao seu peculiar hábito de passar a maior parte do dia sob a água, protegendo- se do seu pior inimigo: o calor africano.


Características

Considerado o terceiro maior mamífero terrestre, o hipopótamo macho adulto pode medir 4m e chega a pesar mais de 3 toneladas, e as fêmeas até 2 toneladas. Possui uma espessa camada de gordura que protege os órgãos vitais. Sua pele é desprovida de pêlos, exceto nos lábios, orelhas e na ponta da cauda. Os dentes caninos são de crescimento contínuo e podem atingir 60 cm de comprimento e 3 kg de peso no macho e 1 kg na fêmea.

São excelentes nadadores, suas patas possuem 4 dedos e entre elas existem membranas que facilitam o nado. Podem ficar até 5 minutos embaixo d’água, e pela ótima adaptação a vida aquática, olhos, orifícios nasais e orelhas estão situados na parte alta da cabeça, permanecendo este órgãos fora d’água.

Os hipopótamos têm hábitos noturnos. Sendo exclusivamente herbívoros, de noite deixam a segurança do rio para irem pastar nas margens.

Antigamente, o hipopótamo era encontrado por toda a África, mas foi extinto de boa parte do norte e sul do continente, com a maioria das populações atuais subsistindo no centro africano. Marcam o território com as fezes, que são espalhadas quando defecam, pois abanam o rabo ao mesmo tempo. Estas fezes servem de fertilizante aos vegetais e alimento aos peixes dos rios e lagos que habitam, tornando-os muito ricos em vida.

Vive em bandos de 30 a 50 indivíduos compostos por fêmeas e filhotes. Os machos vivem em bandos isolados. A Gestação dura aproximadamente 240 dias, nascendo 1 filhote por parto, com 25 a 55 Kg, e caso de gêmeos são raros. Os filhotes ficam entre os adultos, pois são bastante vulneráveis aos crocodilos nos primeiros meses de vida.

Reprodução

O acasalamento ocorre na água, e logo após um período de gestação entre 225 e 257 dias um único filhote nasce pesando entre 25 e 55Kg (usualmente perto de 30Kg).
19jul2013-hipopotamo-de-dois-dias-de-vida-brinca-com-a-mae-chamada-helvetia-no-zoologico-da-basileia-na-suica-nesta-sexta-feira-19-1374242174241 956x500
A fêmea dá a luz em terra num denso abrigo e ela e sua cria permanecem separados do grupo por alguns meses. Os filhotes podem ser gerados em qualquer época do ano mas há alguma evidência de picos sazonais.

Alimentação

Comportamento

Este mamífero semi-aquático gasta a maior parte do dia descansando na água; emerge a noite para se alimentar. Também descansa sobre a areia ou bancos de lama no sol, particularmente durante os meses de inverno. Embora isto normalmente ocorra em manadas de 10 a 15 animais, grandes grupos ou machos solitários não são raros. Os grupos são usualmente compostos de fêmeas e crias de várias idades com um macho dominante no controle.

Os territórios são limitados na água mas estendem-se também em direção a área de pastagem. O macho dominante marca seus territórios espalhando eficazmente excremento animal para os lados, batendo de leve o rabo sobre as pedras, arbustos e outros objetos. Territorialmente é aparentemente mais forte próximo a água mas virtualmente ausente no solo de alimentação. Permanentes trilhas são utilizadas e estas são caracterizadas por um duplo rastro.
Hippo

Presas do hipopótamo

Cada um faz um lado com os pés. Excepcionalmente, mais de 30Km podem ser viajados para áreas de pastagem, dependendo da disponibilidade da comida. Um hipopótamo adulto pode permanecer embaixo d'água por seis minutos. As glândulas da pele eliminam um fluído avermelhado que é frequentemente confundido com sangue mas provavelmente atua como lubrificante e hidratante para a pele. O hipopótamo é extremamente vocal e seus profundos grunhidos e roncos constituem um dos típicos sons da áfrica. Provocado, pode tornar-se extremamente perigoso, particularmente machos solitários e fêmeas com crias.

O Hipopótamo na Mitologia Egípcia

O hipopótamo incorpora Tueris, protetora das grávidas. Tueris era a deusa-hipopótamo que protegia as mulheres grávidas e os nascimentos. Ela assegurava fertilidade e partos sem perigo. Adorada em Tebas, é representada em inúmeras estátuas e estatuetas sob os traços de um hipopótamo fêmea erguido, com patas de leão, de mamas pendentes e costas terminadas por uma espécie de cauda de crocodilo. Além de amparar as crianças, Tueris também protegia qualquer pessoa de más influências durante o sono.

Curiosidades

  • Pode permanecer até 5 minutos submersos sem precisar respirar. Ao anoitecer busca a terra para pastar e parte do dia fica na água fugindo do sol escaldante.
  • Quando o hipopótamo abre a boca num imenso bocejo, mostra a sua maior arma, seus dentes (enormes caninos e incisivos menores), esta ameaçando seus rivais seja por

motivos territoriais ou sexuais.

  • Territorialistas, os Hipopótamos defendem seu espaço vorazmente. Por este motivo, a espécie é considerada uma das mais agressivas do reino animal.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.